CRANIOESTENOSES NÃO SÍNDRÔMICAS

Ocorrem normalmente pela fusão de uma única sutura do crânio. Fechamento precoce da moleira. Na extensa maioria das vezes não está relacionada à mutação genética. Como conseqüência da fusão de uma das suturas cranianas, o crânio adquire formato peculiar, podendo ficar mais alongado (escafocefálico), em formato de triângulo (trigonocefálico) ou ainda plagiocefálico, desviado em seu eixo central na base do crânio conseqüente a fusão de uma sutura coronal ou lambdóide. Quando ocorre bilateral é chamado de braquicefalia.
Pode ocorrer também o acometimento de várias suturas recebendo a denominação de oxicefalia (sagital e coronal) e turricefalia (excesso de altura do crânio com estiramento vertical da fonte).